Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



No dia em que fizeste 10 anos

por blogdocaixote, em 21.08.17

mais uma vez lá em baixo, na nossa costa vicentina, apanhei-te assim, abraçada à tua irmã, em frente à "nossa" casa.

IMG_20170817_150253.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sis

por blogdocaixote, em 21.08.17

IMG_20170817_150244.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Verão eterno

por blogdocaixote, em 16.08.17

Da "minha" casa vejo os campos e os montes. Hoje comi uns tomates tão bons que me vieram lágrimas aos olhos. Estou a 15 mns de monte clérigo e todos os dias me encho de areia. Podia viver aqui se a vida fosse um verão eterno. /p>

Autoria e outros dados (tags, etc)

notas aleatórias

por blogdocaixote, em 20.07.17

fim de ano letivo, listas de graduações onde o nosso nome cai, como um cantor que desceu nas tabelas de audições das rádios nacionais, colocações extraordinárias, nós quase a entrar em férias e naquele mood de merda de todos os finais de ano letivo.

miúdas acabaram bem, Mr entrará no 2º ciclo a tocar trompete, Gr. passa para o 2º ano sem ter ficado com ódio à escola.

 

Já limpámos o teto da sala, já fizemos e desfizemos planos de redecoração (quem é que vai gastar dinheiro em cortinas novas se não sabe como vai estar no futuro muito próximo?)

 

estamos sozinhos e sinto-me bem, sinto-me de férias: vou para a cama quando me apetece, como o que me apetece, vou ao ginásio se me apetece, monopolizo a televisão e o fox comedy, não arrumo brinquedos da casa toda, não ouço mil vezes ao dia "mãããããeeeeee". Sou uma besta, não tenho saudades das minhas filhas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

é mais ou menos isto

por blogdocaixote, em 15.07.17

"Não tenham remorsos se não souberem o que querem fazer da vida. As pessoas mais extraordinárias que conheci, não sabiam, aos 22 anos, o que queriam fazer dela. Alguns dos quarentões mais interessantes que conheço, ainda não sabem..."

 

baz luhrmann everybody’s free (to wear sunscreen)

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por blogdocaixote, em 17.06.17

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

a palavra da semana

por blogdocaixote, em 13.06.17

A Gr. tem aquilo que chamo a palavra da semana. Normalmente, é uma palavra inventada, composta pela justaposição de duas palavras ou pela inversão de uma.

Aqui há uns tempos não se cansava de repetir "espirote" e na semana passada o que mais ouvíamos era "piroca, piroca". Mais uma vez, acredito que haja aqui um daquele processos a que ela recorre para inventar a sua linguagem. Ela não tem acesso a palavrões, nunca aqui em casa se usou o conceito de piroca para nada, o máximo que ela ouve de asneiras (palavras feias) é merda, dito por mim quando me chateio e pela avó dade ("alguém limpe a merda da gata, se faz favor").

De cada vez que lhe saía, eu e o M., se estávamos presentes, encolhíamo-nos de riso, mas nunca dissemos nada. Ela não fazia ideia e não nos fazia sentido esclarecê-la.

No entanto, eu temia o dia em que alguém lhe diria que ela andava a dizer palavrões.

Só nunca imaginei que esse esclarecimento viesse de uma colega da turma.

Por que carga de água é que uma criança de seis, sete anos sabe que piroca é asneira feia? Que conversas ouviu?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

notas soltas e avulsas

por blogdocaixote, em 12.06.17

Na semana passada, estive com a menina. Saí da escola em passo de corrida (a acelerar pelo ic9) e encontrámo-nos na vila. Tomámos um café, conversámos um bocado, como se nos conhecêssemos de fora, pessoalmente.  Dizer isto assim acho que já diz muito. Cena engraçada, esta da blogolândia.

 

Descobri o soporífero mais rápido e eficiente: ouvir a leitura silabada e lenta de uma miúda que aprendeu recentemente a ler.

 

Passámos o fim de semana em Belmonte, com a tia Ci e a R. Continuo a sentir borboletinhas na barriga quando ouço um "tia" saído da boca dela.

Caloraça! Estamos a fazer figas para que venham cá elas no próximo fim de semana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

queixinhas

por blogdocaixote, em 06.06.17

Vieram "partilhar" connosco os pequenos dramas vividos com o outro colega.

Mentalmente chamo-lhes muitos nomes feios e, ao mesmo tempo, interrogo-me se as "minhas" titulares não estarão, também elas, a fazer "queixinhas" de mim a outro colega qualquer.

Mentalmente (não tenho tomates para o verbalizar), digo-lhes que seria bem melhor dirigirem as queixinhas a quem de direito e, em conjunto com todos os interessados na questão, tentar resolver os pequenos dramas.

Para mim, o grande drama é a ideia de titularidade da qual as "colegas" não se desviam. Titulares até à morte. O resto é erva que o gado come.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

a culpa não é minha

por blogdocaixote, em 04.06.17

No kit do manual de matemática vinha dinheiro falso para os miúdos aprenderem a fazer contas com euros e cêntimos.

A miúda andava um bocadinho aflita com as contagens (ainda há poucas semanas entraram na centena,  e já é suposto saberem fazer contagens com cêntimos até ao 100... enfim... mais uma patetice entre muitas outras). Estivemos a treinar e depois reunimos o dinheiro todo, notas e moedas de fazer de conta, e meti tudo dentro de um envelope que improvisei com uma folha A4 usada.

Por fora escrevi "fake money/ Gr." e guardei-o na mochila dela.

No dia seguinte, ouço-as às duas na converseta. De repente, a Gr. dá um gritinho e diz "Mr! está um papel dentro da minha mochila que tem uma palavra feia e o meu nome, mas não é meu!"

A mais velha investiga e explica-lhe o que está escrito no papel.

 

Moral da história: ambas as minhas filhas conhecem a palavra "fuck".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários recentes

  • m-M

    Diz-me que as minhas crias têm alguma probabilidad...

  • blogdocaixote

    Nossos... De nós.

  • M.

    Os nossos amores...

  • Lis

    Que bom, mesmo! Beijinhos

  • dadinha

    Que bom <3Beijinhos



subscrever feeds