Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

mais um que diz nada de jeito

por blogdocaixote, em 22.01.20

À minha volta, pessoas cheias de cancros. Dar graças por nenhuma delas ser meu pai, minha mãe, meus irmãos, filhas ou marido é uma ação egoísta? Falta de chá, insensibilidade? Escrever isto aqui piora as coisas? faz de mim uma besta?

É difícil falar/ escrever sobre estas coisas, no entanto, na verdade, é só quase esta questão que me ocupa os dias, se excluirmos o trabalho (os putos andam doidos) e as minhas miúdas (as miúdas andam doidas).

Por isso, calo-me. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:15

Notas soltas

por blogdocaixote, em 15.01.20

Já desdecorei a árvore de natal, falta desmontá-la.

A luzinhas estavam todas enredadas e pensei seriamente na possibilidade de deitar fora os papelinhos amarelos que têm palavras escritas por cada um de nós, do segundo calendário do advento, se não estou em erro. Se pensei, melhor o fiz. Deitei-as fora. Agora que vejo isto escrito sinto-me uma besta.

Por falar em calendário do advento, as coisas andam tão más no que toca a convívio familiar que estou a pensar elaborar um calendário do carnaval, chamar-lhe-ia "carnis vale calendarium", aproveitavamos a onda e deixavamos de comer carne, ao mesmo tempo que fazíamos cenas todos juntos que não fossem só ver séries (maldita netflix). 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:49

Depois do jantar e da cozinha (mais ou menos) arrumada, conduzo-as para o meu quarto. Está quentinho. Levo três livros: o meu e um para cada uma delas. A Mr. está a ler a saga Harry Potter, vai no terceiro volume, para a Gr. escolho eu para facilitar a coisa e não haver dúvidas de que tem de ler um livro de gente grande (escolhe regra geral os livros da Bia e o unicórnio, que já leu ou um qualquer com mais imagem do que texto).

Sentamo-nos na cama e lemos. Eu agarro-me às intermitências da morte de Saramago, a mais velha aos dementors (salvo seja) e a mais nova a uma aventura no supermercado. Sou interrompida pela mais velha e pelos seus brados ai que isto é mesmo assustador, ai que mete mais medo do que os filmes e pela mais nova, à medida que vai encontrando palavras escrita na ortografia pré acordo e se espanta, como se fossem palavras novas e raras. 

Aquela coisa que eu defendia de não obrigar os meus filhos a ler foi pelo cano da experiência maternal abaixo, aquela teoria do Pennac de que o verbo ler não tem imperativo foi pelo mesmo caminho.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:06

gentilezas

por blogdocaixote, em 07.01.20

No dia 23 de dezembro, no supermercado, quando eu disse ao marco que não tinha nada para ele desembrulhar, dado que tinha comprado dois bilhetes para Nick Cave, ele apontou para um livro do Bill Bryson e disse: quero este livro. Então, eu apontei para o novo do Tordo e disse: eu quero este.

No dia 24, à noite, trocámos as nossas "prendas".

No dia 30 de dezembro o marco comprou-me umas pantufas, que me ficavam a "chinelar". Vendo que me ficavam a "chinelar" pediu à sogra a caixa da costura e toca de as arranjar.

Nessa mesma noite partiu-me queijo fininho, como eu gosto.

Nem sempre há surpresas, mas fazemos por ter gentilezas que são como chávenas de café quente numa tarde fria de janeiro. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:38

Na manhã do dia 24 de dezembro dei por mim numa sala de espera, à espera que me chamassem para me espremerem as mamas. Que tipo de lunática marca exames às mamas na vépera de natal, arriscando-se a receber um presente especial? Pelos vistos, eu.

A meia-idade e a hipocondria andam de mãos dadas.

Tiro selfies e apago-as no segundo seguinte. A visão do meu pescoço enrugado e das olheiras que me enfeitam os olhos é visão dantesca.

No dia 31 dou por mim a explicar à minha tia mais nova, mas que mesmo assim já entrou nos setenta, como se tira café numa nespresso e chateio-me com as minhas filhas que não largam o cartunenetuorque.

Tapo os ouvidos para dar a entender à minha mãe que pode falar mais baixo e berro com o meu pai que mesmo com "os ouvidos" postos não ouve nada daquilo que se diz.

Bardamerda as noites de passagem de ano! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:49

The f. Word

por blogdocaixote, em 28.12.19

Um dia destes deixamos de lado aquela palavra começada por f e passamos a usar a outra, começada por c. Fuck cancer! 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:26

Boas festas!

por blogdocaixote, em 24.12.19

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:45

IMG_20191217_172044.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:21

a maldição das máquinas de lavar

por blogdocaixote, em 09.12.19

Nesta casa, há uma maldição: as máquinas da roupa não aguentam! 

Há cerca de um ano, a máquina avariou de vez. O pai comprou uma em segunda mão (um excelente negócio, que acabou com a dita máquina a ser vendida para peças, depois de meses de sucessivas tentativas de reparação e de meses com roupa mal lavada). Em abril, comprámos uma máquina nova, linda de morrer e eficiente.

Mas que fazia um estardalhaço jeitoso no momento da centrifugação, fosse a baixas ou a altas rotações. Achei eu que andava a aproveitar-me da máquina, enchendo-a de mais e fui metendo cada vez menos roupa. Ouvindo as máquinas dos vizinhos achei que seria normal apesar de a máquina ser nova. "Olha, faz parte, coitadinha, dá-nos musiquinha quando acaba a sua função, mas antes ensurdeceu-nos."

O marco não se convenceu e chamou a assitência técnica. Veredicto: a máquina vinha da linha de montagem com dois parafusos soltos. Bham! Samsung!

E agora? máquina a ser arranjada, montanha de roupa para lavar e vontade zero de ir à lavandaria pública.

Para já, ainda há cuecas lavadas.

Meias... já não. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:51

calendário advento, 2019

por blogdocaixote, em 09.12.19

Por incrível que pareça, corre tudo sobre rodas, ainda não falhámos uma.

Engraçado é que não me lembro da distribuição das atividades, por isso estou tão curiosa como as miúdas quando nos levantamos de manhã.

Tem muitas vantagens isto de mantermos o calendário: para além de fazermos coisas juntos, parece que andamos com borboletas na barriga para ver "o que vamos fazer hoje". As miúdas acordam mais facilmente, o dia passa melhor. 

O que é que já fizemos? bolachas, macaquinho do chinês (continua a ser a loucura, com elas a correrem para a casade banho aflitinhas de tanto rirem), já temos árvore de natal, sessão de fotos maluca, filme de natal e pipocas... tem sido muito bom. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:39


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D