Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Natal com parte de lá

até dia 29 pela zona norte

dia 30 arruma mala enfia tudo muito apertadinho na traseira do carro, ala para as beiras

"passagem de ano" a olhar para o relógio, quando é que chega a meia-noite, para fazer de conta que isto importa e eu poder ir para a cama?

regresso a casa no dia dois, para voltar à labuta no dia seguinte

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:21

calendário advento 2023 report

por blogdocaixote, em 08.12.23

Falhámos, até agora, uma das atividades: desfile de moda.

A primeira quarta-feira do mês, dia cansativo, estávamos, os adultos da casa, sem energia e passámos o desfile para um dos dias que está marcado como "livre".

O que já aconteceu:

dia 1, montámos a árvore de natal ao som da banda sonora natalícia, dançámos e tirámos fotografias espatafúrdias.

dia 2 (sábado), fizemos uma sessão de Taskmaster britânico (com snacks). Aqui há uns tempos, apanhei uns episódios na Sic radical e achei bom. Vi todos os episódios do português e não houve nenhum em que não me viessem as lágrimas de tanto rir. Pensava eu que aquilo saía tudo da cabeça do Palmeirim e do Markl. Qual não foi o meu desapontamento quando vi que há tarefas que são pura e simplesmente cópia da versão britânica! 

no dia 3, por ser domingo e adivinhar preguiça e neura, defini que seria o 1º dia livre

no dia 4 fizemos um picnic em frente à lareira;  no dia 5 provámos chocolates à lareira.

Ontem, comemos uma sobremesa especial, na companhia dos tios que vieram passar a noite. 

Não sei durante quanto tempo as adolescentes quererão manter a tradição do calendário. Para já, continua a quebrar a monotonia dos dias e a "forçar" momentos a quatro que são, regra geral, fonte de alegria e prazer. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:55

calendário do advento 2023

por blogdocaixote, em 01.12.23

20231129_184613.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:09

falsear

por blogdocaixote, em 16.11.23

A colega titular x ligou-me. Não compreendia as avaliações que fiz aos alunos da sua turma. Não querendo questionar, mas pondo em questão, achava aqueles insuficientes injustos. Que eu não conhecia aqueles alunos e portanto não podia dar assim estas negativas. De uma forma completamente incongruente, queria convercer-me de que a "opinião" dela era mais válida do que a minha. 

Fiquei furibunda. Nós tomamos decisões com base no conhecimento que temos, nas circunstâncias que nos rodeiam. Mais tarde, muitas vezes, pensamos: "se eu soubesse, tinha feito diferente". Acontece que não sabíamos e tomámos a decisão que nos pareceu mais correta. 

Mas não era essencialmente sobre isto que queria escrever. 

A colega x dizia que os resultados não se iam alterar na medida em que o que os alunos precisam é de apoio familiar.

Acrescentou que as medidas universais que vai aplicar vão fazer com que os alunos com mais dificuldades e com necessidade de mais apoio às vezes acabem por tirar melhores notas do que os outros.

Fogo! e ainda nos queixamos de que andamos a brincar às escolas. Ainda não percebemos que este mascarar de resultados, este sucesso educativo completamente falso é que é responsável por tudo o que há de errado na nossa sociedade! 

Se os verdadeiros resultados escolares fossem publicados era ver os ministérios todos a pensarem em medidas que dessem aos pais tempo de acompanharem os filhos, para termos pessoas de jeito. 

Olha, vai daí que isso também não interessa nada. 

Vai daí que fazer isso, não inventar sucesso onde ele não existe, podia ser o equivalente a todas as greves e manifestações. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:34

assim coisas soltas e aleatórias

por blogdocaixote, em 07.11.23

o pai cá de casa vai ser operado novamente, desta vez à clavícula;

o mais velha anda cansada e mal humorada (levantar todos os dias às 6.30, chegar a casa às 19.30 e ainda ter tarefas da escola para fazer é puxado);

a mais nova numa fase complicada, com a qual não sabemos lidar. Pudessemos nós ir à escola e partir as trombas a bullies e cenas assim... ;

eu cheia de trabalho, mas a aproveitar o facto de o pai ainda se poder mexer para cumprir com o ato de treinar trinta minutos quase todos os dias, aqui na sala, acompanhada de senhoras várias, todas elas boas como pipocas, que se dispõem a colocar vídeos no iutubi.

É o meu momento zen, que se reduzirá significativamente quando o pai vier da operação. 

Há quem viaje, quem cozinhe, quem leia, quem medite. Eu castigo o corpo e foco-me na dor muscular para afastar os demónios, os pensamentos destrutivos, os medos e ansiedades.

Acabei há pouco um livro de ficção à laia de diário de um autor que desconhecia (Teju Cole), regressei ao Infinito num junco, mas necessitava agora de um bom romance que me levasse para a cama e me embalasse as noites. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:26

Setembro foi-se devagarinho. Outubro entra a correr, tão depressa que já lhe sinto o fim e ainda agora começou, só que não.

Alterno entre dias de muita motivação e outros em que só o costumeiro "empurra com a barriga" me tira da cama.

Também dou por mim a ter ideias fantásticas, derrubadas no segundo seguinte pelo também costumeiro "síndrome do impostor", que me leva a desistir antes de começar. 

No que toca à "carreira", colocada em QZP, dou por mim num qualquer escalão, não tendo de passar pela "proba" de fazer o período probatório. Não me safei da PACC ("proba" de aptidão, inventada pela exma. dra. maria de lurdes rodrigues, entretanto extinta), mas safei-me desta. 

As miúdas andam mais ou menos desalentadas, especialmente a mais nova.

As novidades dos dias de liberdade ainda conquistam a mais velha. Apanha o autocarro e fica entregue à sua vida lá longe, em Fátima, dona dos seus tempos livres de aulas. 

O pai será operado à clavícula, um dos muitos ossos partidos no acidente de mota, talvez ainda este mês. Seguem-se meses de recuperação, que o vão manter de "baixa pela caixa".

Deixei os treinos na associação recreativa, procuro treinar umas meias horitas todos os dias em casa, para ver se os efeitos da perimenopausa não começam já a fazer das suas. Para já, tenho sido disciplinada, mas de manhã olho-me no espelho após o banho e acho que os gajos (os efeitos da menopausa que há-de vir) já me pegaram de jeito. 

Coisas boas, que isto de me queixar já chateia: a maior parte dos miúdos a quem dou aulas é boa onda, miúdos mimosos, que gostam de abracinhos e me dizem coisas bonitas, idem aspas as colegas titulares. O horário e as colegas de grupo que me calharam na rifa são do meu agrado.  Finalmente veio um bocadinho de frio, que dar aulas em salas onde se registam trinta e tal graus em pleno outubro não funciona. 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:46

para registo

por blogdocaixote, em 13.09.23

Eu em Porto de Mós

Ele na Guia

Mr. em Fátima, a estudar cozinha e pastelaria

Gr. na escola de sempre, com a turma de sempre

Gr. começou ontem (12 set.)

Eu começo amanhã (14 set.)

Mr. começa na sexta (15 set.)

Ele começa quando começar (sabemos lá, na pior das hipóteses em janeiro)

Só agora me estão a bater a sério os nervos de início do ano letivo. Já tenho as coisas preparadas para a primeira aula. O resto há-de vir, espero que venha, acima de tudo, a vontade.

Não sou a única assim.... sem vontade.... isto desgasta... 

Estou mais ou menos tranquila em relação ao outros anos (em anos passados já andaria a dormir mal e a stressar com as aulas há semanas), mas estou preocupada com as miúdas.

Na verdade, sinto-me um bocado a boiar. É o ciclo habitual de setembro. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:23

coisas que lhe digo

agora que se desloca (temporariamente) numa cadeira de rodas

por blogdocaixote, em 06.09.23

levanta o rabinho, faz favor.

não saias daqui.

despacha-te, corre!

onde vais, tão depressa?

mas onde é que queres ir? (enquanto tenta manobrar a cadeira, no meio do corredor)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:50

só para registo

por blogdocaixote, em 27.08.23

Só para registo: ele

dia 18 de agosto, acidente de mota, a baixa velocidade, numa estrada secundária, clavícula partida, omoplata rachada, perónio partido

saem colocações: não fica

cirurgia, dores, começar o ano letivo de baixa, que se prolongará pelo 1º semestre, de acordo com previsões médicas

eu

enfermeira sem carta ou formação, navego nos mares do auxílio ao esposo

saem colocações: fico no concelho ao lado (onde no ano que terminou acumulei 5h)

levo e trago esposo do hospital, assisto impotente às dores pós cirurgia, às deslocações pela casa na cadeira de escritório (deveria ser uma cadeira de rodas) ( a de escritório tem rodas)

Aguarda-se com algum receio o que ainda aí virá relacionado com os cabrões dos seguros. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:39

Handmaid's tale

por blogdocaixote, em 31.07.23

Primeiro li o livro. "Isto vai acontecer.... se não a mim, vai acontecer às minha filhas! Vai... " foi o pensamento que me acompanhou o tempo todo. 

Umas semanas depois, tive curiosidade em saber como é que o texto tinha sido adaptado para série e vi o primeiro episódio. Que murro! Não quis ver mais. É sufocante, aflitivo.

Uns dias mais tarde, decidi trazer o Marco para dentro do universo e vimos o primeiro episódio juntos. 

Ele quis continuar a ver e eu vi mais uns quantos. Noites mal dormidas, cheias de pesadelos, de horas insones... 

Decidi parar. Ele queria ver mais, mas acabou por decidir parar também: No entanto, a curiosidade falou mais alto e voltámos. Vimos episódios de tarde, para tornar as noites mais fáceis, mas, às vezes, não aguentamos e lá vamos ver mais um após o jantar. Levamos quase sempre uns quantos murros no estômago.

Que pôrra de masoquistas somos. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:32


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D