Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


ora digam lá

por blogdocaixote, em 06.06.14

que não vos apetece fazer a árvore de natal?

 

Com este friozinho, esta musiquinha cai bem, não cai?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:20

o tipo de mãe que eu sou

por blogdocaixote, em 05.06.14

Gosto muito dos textos do João Miguel Tavares, especialmente aqueles em que ele reflete sobre a paternidade.

 

Revejo-me na ideia de que "a boa entrega - aos teus filhos, à tua mulher, ao teu próximo - tem de ser uma entrega pacificada, e não revoltada. E as minhas entregas - porque eu entrego-me - são, demasiadas vezes, bastante revoltadas."

 

Substitua-se ali a entrega à mulher por marido e esta sou, a que tem de se domesticar para colocar os interesses das filhas e do marido acima dos seus. Aquela que não vai ao barre terre porque o marido tem de trabalhar e não pode ficar com as miúdas, mas fica revoltada e chateada, por exemplo.

E sei que internamente seria uma pessoa bem mais tranquila se essa "desistência" do que me faz feliz em prol do que as faz felizes a elas fosse encarada como uma felicidade e não como uma fatalidade.

 

Sim, é este o tipo de mãe que sou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 12:25

a minha crise

por blogdocaixote, em 03.06.14

Aqui há uns tempos, uma pessoa que faz aula de barre terre comigo partilhou uma "boca" que um senhor cubano mandou numa confererência a que ela assistiu. Quando convidado a falar sobre a crise portuguesa, disse que em Portugal não havia crise nenhuma, que ainda há muitos gatos na rua. Em Havana não há gatos na rua, enquanto apontava para a barriga.

Concedo que, realmente, a maior parte das pessoas que conheço ainda não recorre a receitas de gatos vadios para matar a fome, mas esta versão do que é uma crise a mim não me convence.

 

Quando falo com os meus colegas professores contratados, vejo o mesmo desespero, a mesma angústia que me assola a mim, resultante da ausência total de esperança num futuro melhor.

A conversa gira sempre à volta "do que vamos fazer". No meio da escola pública, o túnel aperta e vamos perdendo a esperança de trabalho, no privado, as vagas estão preenchidas ou reina o "compadrio", que aliás cresce cada vez mais também no público.

 

Somos milhares, num túnel do qual não conseguimos sair, mas insistimos. Somos teimosos ou burros?

 

Levamos até às últimas a máxima de que a esperança é a última a morrer e insistimos. Chega esta altura do ano e lá vamos nós concorrer ao concurso nacional de professores, sabendo de antemão que ali não há nada para 95% de nós.

Somos burros, é a conclusão mais óbvia.

Excluindo conclusões que,vistas de fora, são óbvias, o que se passa é que se nos pomos a pensar em alternativas, elas exigem  investimento em formação, para a qual a maior parte não tem capacidade financeira e sem garantias nenhumas de trabalho, ainda que precário.

 

Esta é a minha "crise".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10

Não se está mal no Arrimal, parte 2

por blogdocaixote, em 01.06.14

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:55

as minhas filhas

por blogdocaixote, em 01.06.14

 

Na semana anterior:

"No dia da criança quero o pequeno-almoço na cama."

"Eu também."

 

No dia da criança:

serve-se um pequeno-almoço constituído de leite com chocolate e torradas para a Mr., leite com nestum para a Gr.

Gr. pede torradas também. 

"Mr. achas que vais comer as torradas todas ou dá para partilhar com a Gr.?"

 

"Eu partilho, mãe, chega para as duas. Tu sabes que eu não sou pessoa de comer muito, sou mais de beber."

 

Socorro!!! 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:56

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D