Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mães

por blogdocaixote, em 25.02.21

Já estou naquela fase do e@d em que quero mandar tudo para o car@!#0!

Mães que se escondem enquanto dão respostas pelos filhos, mães que ligam às outras mães que não acompanham os próprios filhos para chibar o que fez a professora ou o que disse a professora, mães que dizem a boca cheia que os filhos não têm tempo para fazer os trabalhos de inglês, como se estes fossem opcionais, mães que vêm assistir às aulas dos filhos com os bebés ao colo em crise de cólicas, pais que gritam lá do fundo enquanto o filho responde a uma pergunta colocada pela professora, mães que ralham com a professora porque ela ainda não perguntou nada ao filho dela, que não pára quieto na cadeira nem está um segundo calado (ralhar com o filho é que não)... 

Mães.... 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:05

conversar com

por blogdocaixote, em 19.02.21

Nos dias que correm, não tenho telemóvel...

a mais nova, assim que acaba as sessões síncronas, recebe chamadas no whatsapp ou faz ela chamadas e está tempos infinitos a falar com as amigas

vou conseguindo ver se recebi chamadas ou mensagens nos intervalos destas interações

à noite, após o jantar, quando os telemóveis lhes estão vedados, só quero estar sentada no sofá, com elas ou entregue a um livro

acho que essa é uma das razões porque este "fique em casa" está mais difícil, falta-me a conversa que fui tendo no ano passado

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00

ao écran

por blogdocaixote, em 19.02.21

Andamos todos aflitos a gerir o tempo que os miúdos passam ao écran.

Aqui em casa tem sido, para mim, uma loucura.

Eu e o pai andamos na nossa vida, que incluiu o trabalho da escola e o da casa e elas na vida delas que passa, quase exclusivamente, pelo computador ou telemóvel para terem alguma vida social. Contas feitas, assim que acabam o pequeno-almoço já estão ligadas e continuam ligadas até à hora do jantar, quando as arrancamos das chamadas ou dos jogos virtuais ou das redes sociais. 

A chuva e a preguiça fazem o resto. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:30

Notas soltas

por blogdocaixote, em 19.02.21

Levantar

pequeno-almoço

camas

roupa para apanhar e para estender

computador

almoço

arrumar cozinha

computador

vontade de mexer o corpo é igual a zero

tenho de olhar para o calendário várias vezes por dia para saber que dia é

só percebi que na terça era carnaval quando alguém disse amanhã é dia de carnaval

os dias passam todos iguais

os kilos devem andar a fazer uma festa aqui no meu corpo, que eu bem sinto

podia vir um bocadito mais de sol

este coiso de ficar em casa está mais difícil e chata do que o outro de há um ano

parece que o tempo não passa e olha, já passaram quase 365 dias

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:02

ensino à distância 2.0

por blogdocaixote, em 13.02.21

Sobrevivemos à primeira semana de escola em casa.

Quatro salas de aulas online, três espaços de trabalho, três computadores alternando com telemóveis sempre que necessário, manuais da mais nova, que é uma desorganizada, espalhados por todos os cantos, mas chegamos à sexta-feira à noite e tenho todos os planos de trabalho mais materiais agendados.

Está mais fácil por uma lado, mas mais difícil por outro. Mais fácil porque a máquina está mais ou menos oleada, não me preocupo com o que o super colega de trabalho faz (os vídeos, as apresentações, os googleforms e o c@r@.... ), faço o que posso, com o tempo que posso e seja o que for. Apanhei uma turma que no ano passado foi do super colega e, ao contrário do que pensava, os miúdos não sabem nada, nem falar, nem escrever o básico. Portanto é assumir que nem ando a fazer um trabalho mau. Há sempre vinho às refeições e um episódio de uma série qualquer para me levar bem disposta (relativamente) para a cama.

Por outro, mais difícil porque estamos cansados, porque chove e está frio, porque o céu cinzento é deprimente. Porque não podemos estar com ninguém excetuando nós os quatro, todos os dias, mais uma vez. Porque não vemos o fim à vista.

Num destes jantares comparei estes dois confinamentos a um parto de uma criança, à forma como uma mãe lida com a primeira vez que dá à luz, e depois como lida com a segunda vez. No primeiro confinamento não sabíamos o que nos esperava, tal como uma mãe que nunca pariu. Vai-se mais ou menos na boa, na expetativa de que vai correr bem, por isso ainda acreditávamos nos arco-íris. No segundo filho sabemos ao que vamos, já não há arco-íris para ninguém. Queremos é que acabe e pronto, mas esta merda nunca mais acaba e quando é que o bebé nasce, pôrra, tirem-no daqui, depressa, acabem logo com isto, dasse! 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:19

ai o ensino à distância, ai....

por blogdocaixote, em 05.02.21

recebi os horários das miúdas

ficou provado que a pandemia deu cabo do resto de bom-senso e inteligência da malta...

o marco disse que eu tenho de levar as coisas com mais calma se não sic "vais dar um ataque cardíaco a ti mesma", mas eu preciso de berrar, car"#"#&%!! elas vão estar online desde as 9 da manhã, às vezes 8.30 até às 17.30, praticamente todos os dias!

Tudo porque um idiota de um secretário de estado da educação disse algures numa reunião que o horário online devia equivaler, NO MÍNIMO, a 70% do horário presencial.

pronto, o secretário de estado disse, faça-se pois, claro! vamos lá professores! vamos todos estar online como estávamos em sala. Vamos lá! 

1,2,3 partida! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:17

sono

por blogdocaixote, em 04.02.21

O sono vem cada vez mais tarde

às vezes, parece que vem a uma hora decente e a gente faz-lhe a vontade e vai-se deitar. Assim que a cabeça pousa na almofada, há um botão qualquer que faz clic! e o cérebro ativa uma catadupa de pensamentos e preocupações.

O sono vence horas depois de nos termos deitado e acordamos com os cabrões dos vizinhos a mandar móveis ao chão no andar de cima. Móveis e berlindes! que ressaltam vezes sem conta no meu teto. Cabrões.

ahhhhh, confinamento de uma figa....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:28

espada de são jorge

por blogdocaixote, em 01.02.21

Tenho uma planta - uma espada de s.jorge - que me foi oferecida há cerca de dois anos, em plena primavera, por duas amigas.

O objetivo era que a mesma absorvesse as más energias cá de casa, ainda que eu não acredite nessas teorias alternativas. Aceitei, agradecida pela gesto, mas avisei logo que sou péssima "criadora" de espécimes botânicos.

As ditas espadas de são jorge só precisam de ser regadas uma vez ou outra e estão sempre ótimas...

exceto se forem minhas. O meu exemplar está a morrer. Uma das amigas que ma ofereceu sugeriu que a mudasse de vaso e acrescentou que provavelmente está assim por causa das más energias todas que anda a absorver. 

A filha mais nova ficou quase à beira das lágrimas: a culpa é minha, porque eu ando muito stressada e sempre a chatear-me contigo, mãe. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 15:13


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D