Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Pata

por blogdocaixote, em 04.02.18

Tinha o meu gato Preto morrido há algum tempo, em circunstâncias que me são muito dolorosas de lembrar, quando a senhora que fazia limpezas lá em casa chegou um dia com a notícia de que um gatinho bebé tinha sido abandonado na varanda de uma vizinha, umas casas acima.

Curiosa, fui ver. Era uma gatinha preta, esguia e cheia de fome e frio. Peguei nela, sem pensar muito (típico em mim) e levei-a para casa. Não sabia muito bem o que ia fazer com a bicha, mas não queria deixá-la naquela varanda. A tal vizinha, dona da varanda não iria mexer uma palha ou talvez fosse levá-la a outra varanda qualquer da vizinhança e a gatinha acabou por ficar lá por casa. 

Chamei-lhe pata, porque era essa a alcunha da vizinha. A pata cresceu, entre casa e a rua, foi esterelizada antes do 1º cio e por lá esteve. Uns meses depois de a "adotar", engravidei da Mr. A pata deitava-se em cima da minha barriga e dava-lhe lambidelas, vinha esperar-me à porta de casa, a minha mãe já sabia que eu estava a chegar, e vinha atrás de mim, pedindo mimo. 

Quando a Mr. nasceu, afoguei-me num misto de paixão pela bebé e de um baby blues que me fizeram negligenciar a gata. Em resposta, a pata começou a fazer xixi em cima de tudo o que cheirasse à Mr. 

Um ano depois, vim morar para esta casa, pertinho o IC2 e dado o estado de ciumeira doida da pata, decidi deixá-la com os meus pais.

Entre Belmonte e Baltar, a pata foi vivendo. Ainda vive, calma, este texto não é o anúncio da sua morte. Acontece que, com a mudança da casa, os meus pais "devolveram" a gata à dona. E, agora, contrariamente àquilo que sempre anunciei (NÃO QUERO ANIMAIS EM CASA, NÃO QUERO), somos donos de um gato.

A pata está à minha espera quando chego a casa, sente uma mistura de ódio/amor pelas miúdas e pelo M., pede-me para ir para a cama e que lhe abra a torneira do bidé para beber água.

Todos os dias tenho de aspirar a casa e mudar-lhe a areia, mas é muito agradável ouvir-lhe o ronronar assim que a chamo "paataaa"...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 19:42


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.02.2018 às 15:52

Gosto da história da Pata e gosto de ti.

Lis
Imagem de perfil

De blogdocaixote a 09.02.2018 às 10:39

(Tb gosto de ti) Tu gostas de toda a gente! És uma gostadora! :D

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D