Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

usar lentes de contacto

por blogdocaixote, em 24.09.14

Uso lentes de contacto desde maio.

Não foi "peanuts", mas também não foi o drama que podia ter sido, dado todas as coisas que fui ouvindo.

Descobri que metade das gajas que conheço usa lentes também e eu nunca tinha topado.

Descobri que o meu olho direito, de vez em quando, resolve brincar às escondidas com a lente respetiva e já aprendi a não stressar com o facto e a, o mais calmamente possível, (o que pode ser difícil porque sei que tenho uma cena escondida no olho) fazê-la aparecer.

 

Não as uso todos os dias por dois motivos: alongar os três meses e não me desabituar de me ver com óculos (está difícil, porque estou farta deles e fico bem mais gira sem eles).

 

Nas primeiras semanas, precisava de uns bons minutos para as conseguir pôr, depois ficou mais fácil. Não tenho uma técnica definida, mas ajudou-me ir ao youtube ver como é que as outras pessoas faziam e ir experimentando (pois, que há vídeos de meninas, especialmente brasileiras, a ensinar várias técnicas para introduzir lentes de contacto nos olhos! Nem quero saber que outros tipos de introduções pode haver...)

 

Hoje, a lente direita voltou a esconder-se e lá fui eu, em frente ao espelho, massagar a pálpebra para a fazer sair.

Estou a usar o último par dos três que comprei e a analisar a melhor forma de comprar mais: numa ótica ou online. Supostamente, ficam mais baratas online, mas, uma rookie como eu precisa de aconselhamento que as lojas online não providenciam na hora. E o mais barato pode sair muito caro para os meujolhos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:46

a saga das lentes - parte dois

por blogdocaixote, em 21.05.14

Quando dei por falta da lente fui a uma ótica na Batalha. Eu tinha a impressão de que tinha posto no olho, não a encontrava em lado nenhum da casa de banho, interroguei-me se ela não estaria no olho, algures.

A menina da ótica olhou para lá e disse-me que não estava lá nada e que era impossível ela estar lá. De certeza que a tinha perdido.

 

MAS ELA ESTAVA LÁ. ANDEI COM A LENTE, uma brincalhona que gosta de jogar às escondidas com a dona, DESDE AS 10 DA MANHÃ ATÉ ÀS 21H metida no olhinho, lá bem não sei onde.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:24

a saga das lentes de contacto

por blogdocaixote, em 21.05.14

Este ano, decidi que ia usar lentes de contacto.

Fui ao oftalmologosta que, por acaso, era uma oftalmologista e ela passou-me uma receita para óculos e outra para lentes.

Deixei andar uns meses a marinar e nas férias da páscoa fui à minha óptica (que fica um bocadinho desviada da Batalha, aí perto de 200 kms) e falei com as meninas que já me conhecem há uns bons dez anos. 

Mandou-se vir um kit de iniciação e lá fui eu toda contente fazer o teste. Devo ter demorado uma meia horita a acertar com as lentes nojolhos, mas saí de lá toda trocada mais sexy.

Segui viagem para Belmonte, com a informação toda e ansiosa por iniciar a minha nova vida, fazendo contas às horas mais cedo a que teria de me levantar para acertar com as lentes nojolhos.

 

No dia seguinte, toda contente, lá fui eu meter-me na casa de banho - não me incomodem, vou pôr as lentes.

A lente direita entrou passados uns bons dez minutos! Ena pá!

Abri a tampinha da esquerda, meti o dedinho e andei ali às voltas com o dedinho e nada de lente. Caneco! perdi a lente esquerda! Calma, calma, não perdeste coisa nenhuma porque eu sei sem sombra de dúvidas que a meteste na caixinha. Tu mete lá outra vez o dedinho. Depois de muito meter o dedinho, dou com a lente colada na tampinha. Melhor assim. Coloquei-a (só devo ter demorado uns cinco minutos) e fui para a rua toda contente.

Desde esse dia, nunca mais foi 100% confortável estar de lentes, daí que tenho andado mais de óculos. Já sou mais rápida a colocá-las mas hoje foi o cúmulo.

Coloquei a direita num tempo recorde de cerca de um minuto e depois a esquerda. 

Fui levar as miúdas à escola, tomei café, fiz umas compritas domésticas e vim para casa. Quando me sentei ao computador para trabalhar, o meu olho direito não estava a focar como devia ser e resolvi tirar as lentes. Comecei pela direita (sempre me foi mais fácil tirá-las do que pô-las) e quando vou à esquerda (rais partam) não sai nada. 

Andei duas horitas com uma lente, provavelmente a esquerda, no olho direito e o olho esquerdo, tadinho, andou sem nada.

Agora, não há nada a fazer a não ser deitar fora esta que tenho, porque não há maneira de saber de que olho é efetivamente.

O meu olho esquerdo dói, do que andei para lá a escarafunchar e cá estou eu de óculos.

E frustrada também. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:35


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D