Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

saí para a noite

por blogdocaixote, em 23.11.22

No sábado passado saí para dançar.

Vou repetir: saí para dançar.

Depois do jantar de anos do paterfamilias (oitenta anos já lá cantam), meti-me no carro e fui ter com as meninas. Disseram-me que não podia dizer isto, as meninas, que tem conotação de trabalhadora do sexo, mas para mim são as meninas, as amigas de sempre, do coração e do fígado, desde os tempos da faculdade (porque tenho outras, no mesmo patamar, de outros contextos). 

Fui ter com elas a Matosinhos, de onde seguimos todas num só carro para a baixa do Porto.

Eram cerca das onze da noite e não havia muitos sítios para estacionar. Foi uma aventura! 

Depois de devidamente estacionadas, começámos a noite num bar (não me lembro do nome). Nesta altura, a chuva tinha dado tréguas e sentámo-nos tranquilamente a conversar. 

Por volta da meia-noite e meia toda eu era sono e cansaço, mas diabos me levavam se deixava que os dois (cansaço e sono) me impedissem de continuar (mentira, se tivesse ido no meu carro acho que me tinha posto na alheta!).

Quando achámos que já não era embaraçoso ir para a discoteca, rumámos ao Tendinha 

Que deixar aqui para memória futura desta parte da noite? o quão estranha me senti, ali, como se estivesse fora de contexto. A faixa etária não era muito diferente da nossa (quarentas... cruzes! ver isto escrito dá um nó no cérebro); a música era do meu gosto (à laia de Antena 3, a minha rádio), mas.... não sei explicar...

sei que tive de fazer um esforço para descomprimir e relaxar, para me soltar e dançar, sem pensar muito em nada.

Quando me permiti relaxar diverti-me, mas não foi um processo fácil. Será que é de não fazer parte dos meus hábitos sair? será que é por estar mais velha? 

Às três e tal dei por mim a dançar  E a bocejar de sono, ao som de Ornatos Violeta.

Feita cortes, acho que fui eu que dei o mote para irmos embora. Afinal, ainda tínhamos de voltar a Matosinhos e só depois é que seguia cada uma o seu rumo.

A S. já fazia anos e eu falhei a tradição de não lhe telefonar a desejar os parabéns. 

Ficou mais ou menos prometida outra saída no próximo aniversário (o meu). Não sei é se aqui a cota de serviço vai ser capaz. 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:31

noites

por blogdocaixote, em 09.05.18

Então, ela disse assim: gosto tanto de estar no quarto da miami só com a miami a fazer coisas as duas. Eu estava com um baby blues da biblioteca municipal (já li todos os que eles têm, agora, só me resta o site, mas não é a mesma coisa) e ela pegou no outro que estava em cima da mesa de cabeceira.

Depois, disse: eu faço as vozes deles ( e apontou para a zoe e o hammie) e tu fazes as vozes deles (e apontou para a wanda e o darryl). Ficámos ali, as duas a ler em voz alta as tiras de baby blues.

A seguir, apareceu a Mr. com o terceiro baby blues (da biblioteca) e ficámos as três, na minha cama, a ler.

Olhei para as horas e já passava das dez da noite. Dio mio, que já deviam estar na cama há meia hora. Quiseram ficar na cama com a miami. A miami começou a cantar canções de embalar com rimas muito espatafúrdias e com um tom de voz a roçar o insuportável, porque queria que elas fossem cada uma para a sua cama. Então, apareceu o pai, com uma faca a fingir, que queria matar os maus que estavam a magoar as meninas no quarto, porque de certeza que havia alguém a magoá-las, tal era a chinfrineira, a miami teve um ataque de riso, as meninas também e o pai foi embora. A miami continuou a fazer rimas parvas mas já não conseguiu cantar naquele tom de voz horrível, depois o pai voltou e levou as meninas para as suas camas.

Foi mais um serão rico e recriativo na mansão pedrosa. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:50

arrependimento esclarecido

por blogdocaixote, em 19.03.18

O m. costuma ir para a cama depois de mim. Às vezes nem dou conta da sua chegada ao leito matrimonial, tal o meu estado de adormecimento.

No outro dia, levantou-se do sofá e largou o que estava a fazer, anunciando que ia para a cama porque estava cheio de sono. Eu fui também, sem estar cheia de sono.

Chegámos à cama, ele adormeceu. Eu... fiquei a olhar para o escuro, para o teto, que não via por estar escuro.

 

Arrependi-me de ter ido para a cama com ele, pois claro! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:07

plano para o serão

por blogdocaixote, em 04.02.18

Impractical_Jokers_Title.png

e ir para a cama com dor de barriga e lágrimas nos olhos de tanto rir. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 19:35

Tchim tchim

por blogdocaixote, em 28.07.16

tmp_2016-07-28 23.23.22962343816.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:24

para memória futura

por blogdocaixote, em 01.03.16

e prova, filhas minhas, de que sou, às vezes, poucas, eu sei, uma mãe cool, daquelas que vai ao pinterest buscar ideias, só que não fui, isto saiu mesmo aqui da cabecinha da mãe: ontem, jantámos na sala, de baixo de um lençol esticado entre cadeiras, à laia de tenda.

Foi um picnic com frango de churrasco do pingo doce, batatas fritas das que fazem mal e salada.

Para sobremesa fez-se a vontade à mais nova que pediu salada de fruta.

Depois, tivemos de ter cuidado com os leões e tigres que andavam lá à volta, à espera dos restos da refeição.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:57

relambório

por blogdocaixote, em 26.02.16

We drank a whole bottle of wine.

God knows where it will take us. The fact I'm writing in English is some how proof of what alcohol can do to you on a Friday evening.

Alcohol and chilli.

And a Friday evening.

And the will to revive lost feelings.

Either that or finish harry potter and the deathly hallows...

who knows.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:41

ontem

por blogdocaixote, em 11.10.15

Ontem, maquilhei (também pode ser maquiar) o marco. Sombras azuis nas pálpebras, eyeliner, rímel mascara, baton cor de laranja (O horror! baton cor de laranja?? veio como oferta numa compra de um perfume).

Não foi a primeira vez que o fiz e creio que não foi a última.

É coisa que me apraz muito no homem com quem casei, este não ter medo do rídiculo.

Rimo-nos todos como família um bocado maluca que somos.

Hoje é domingo e estou aborrecida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:36

é sexta-feira (foi)

por blogdocaixote, em 05.10.15

Sextas são os dias designados à diferença.

À sexta, espero um bom jantar (feito por quem quer que seja), um bom vinho e umas horas para assentar e sentar sem grandes preocupações. No fundo, no fundo, quero comer e beber bem e o resto que vier, que venha por bem, seja lá o que for.

 

Sexta passada, perguntei via sms, ao marco o que é que ele queria jantar. Muitas vezes (99%), o meu problema é descobrir o que fazer e só o facto de o gajo me dizer faz XPTO já parece que o gajo veio para a cozinha, pôs o avental e fez tudo.

 

Nessa sexta foi mais ou menos isso que aconteceu, não sem antes, mentalmente eu ter estado umas boas duas horas a maldizer o tipo com quem casei. Porque o tipo com quem casei, nessa sexta-feira, meteu-se em casa dos vizinhos a fazer o que devia estar a fazer em casa, que era petiscar e beber, em jeito de prelúdio para o jantar.

 

Eu estava fula da vida e as miúdas brincavam sozinhas, num daqueles momentos zen. Eu, fula da vida e com vontade de fazer nada, recebi da rosa uns tutoriais de maquilhagem. Não foi tarde, nem cedo. Fula da vida, levei o arsenal (básico, muito básico) de make up que possuo para a cozinha, um espelho de mesa e "apalhacei-me". O marco chegou bem no final, já eu estava pintada, mas continuava fula da vida.

 

O que o salvou, bem como à sexta-feira, foi o facto de o gajo se ter metido com outro gajo na cozinha e terem feito o jantar sozinhos, enquanto eu e a respetiva ficámos na sala a trocar muitas de letra.

 

Maravilha de sexta.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:06

ombra mai fu

por blogdocaixote, em 29.09.15

Descontrai, descontrai.

Alguém me traga um gin tónico, se faz favor.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:24


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D