Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

os terrenos são teus, mas a vista era minha

por blogdocaixote, em 22.06.22

O dono da quinta em frente cortou todas as árvores que nos tapavam a vista para a "porcaria".

Agora, vamos à varanda e temos uma vista nova, mais desafogada, sim, mais aberta, sim, mas não deixa de ser uma paisagem totalmente diferente. Era a minha paisagem: as árvores, a estrada pitoresca que subia, cheia de sombras.

Dispensava esta abertura de vistas diretamente para a pequária, dispensava aquele muro feito de blocos de calcário, a estrada mais larga, a visão dos tejadilhos a passar na autoestrada fantasma lá em cima (até isso agora vejo).

Eu sei que os terrenos são do dono da quinta, que ele tem o direito de fazer o que lhe apetecer, mas também acho que quem pode mexer assim com as vistas dos outros cidadãos também devia ter de consultar os cidadãos afetados. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:11

bois will be bois

por blogdocaixote, em 11.05.22

As doenças sexualmente transmissíveis são assim chamadas - transmissíveis - porque passam, única e exclusivamente, entre as mulheres. Não há homem que as tenha e que, por via de as ter, as passe às mulheres.

As gravidezes, já agora, são também da responsabilidade exclusiva da mulher, que circula pela vida a recolher esperma alheio, à revelia do macho.

Senhor Doutor médico de família, ensine as suas doentes a controlarem os ímpetos sexuais e a não angravidarem. Ou então, deixe-se lá disso de permitir IVGs só porque a paciente "pede". Continue também a não solicitar exames de diagnóstico de problemas provocados por relações sexuais desprotegidas. Assim, as possíveis doenças sexualmente transmissíveis não aparecem nas suas fichas, a sua reputação (do sr. dr.) não é manchada.

Em relação aos seus doentes machos, deixe-os lá andar livres e soltos. Afinal isto das consultas de planeamento familiar é só para mulheres. Os homens não planeiam nada, a gente já sabe. Boys will be boys, não é?  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:54

quando?

por blogdocaixote, em 25.01.21

Quando é que defender os direitos dos trabalhadores, o acesso a saúde para todos, o acesso a educação para todos passou a ser extremismo? quando? 

quando é que votar no filho da puta do andré ventura (vou encher a boca toda as vezes que forem precisas e dizer isto assim sem pejo e sem meias medidas, filho da puta do andré ventura) se tornou legítimo? 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:29

Então, objeção de consciência para os pais que não desejam que os filhos frequentem as aulas de cidadania?

Para quando para as aulas de ciências? é que os pais que acreditam que a Terra é quadrada também têm direito. Os que não acreditam no evolucionismo também.

E os que entendem que a Ilha dos amores constitui um atentado ao pudor e aos bons costumes e não querem que os seus filhos sejam sujeitos a contaminação por via do ensino da literatura?

Tem de haver objeção de consciência para todos. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:16

cambada de merd#&%s!

por blogdocaixote, em 13.01.19

Por baixo desta notícia , uma chusma de comentários apelida de idiotas e outros nomes ofensivos sempre a subir na fasquia do bom português, o grupo que se formou para ajudar os brasileiros que tiverem de sair do Brasil por causa do "bolsonarismo".

Idiotas, mas idiotas de tão burros e estúpidos que são, são esses comentaristas, que não percebem que as coisas acontecem assim:

"Quando os nazis vieram buscar os comunistas,
eu fiquei em silêncio;
eu não era comunista.

Quando eles prenderam os sociais-democratas,
eu fiquei em silêncio;
eu não era um social-democrata.

Quando eles vieram buscar os sindicalistas,
eu não disse nada;
eu não era um sindicalista.

Quando eles buscaram os judeus,
eu fiquei em silêncio;
eu não era um judeu.

Quando eles me vieram buscar,
já não havia ninguém que pudesse protestar."

Martin Niemöler

E um dia, virão por eles também, esses ignorantes, cambada de ....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:50

a história repete-se?

por blogdocaixote, em 10.01.19

Todos os dias chegam ao agrupamento miúdos brasileiros. Pelo que ouço de outros locais, o fenómeno não é exclusivo de Leiria e ainda hoje, quando fui levar o almoço às minhas miúdas, um pai brasileiro fazia o mesmo.

Não sei se é o efeito "bolsonaro" ou se é uma tendência que agora se acentuou por diversas razões aliadas ao colapso de uma vida com condições dignas para todos. 

Temo o que se irá passar nos próximos anos no Brasil, não só pelos brasileiros, mas pela forma como estas tendências fascistas/extremistas estão a ganhar terreno no nosso país. Todos os dias nos facebooks desta vida aparecem pessoas a clamar por um novo salazar, indignadas com a corrupção.

Cheira ao que se passou do outro lado do Atlântico e temo que o mesmo se venha a repetir aqui, caso se forme um partido que seja capaz de agregar todos estes seres que parecem ver na existência de corrupção a justificação para regimes autoritários e limitadores das liberdades dos indivíduos. 

Fica-se com a impressão de que as pessoas mais velhas que viveram durante o Estado Novo se esqueceram do que era viver sempre com medo do "vizinho" e que as mais novas não sabem nada nem querem saber de História.

Ou então, é aquela velha máxima  "history repeats itself" a funcionar, não havendo nada a fazer.

Eu quero acreditar que há. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:58

Brasil e Bolsonaro

por blogdocaixote, em 29.10.18

Acho que tínhamos de viver lá, naquela realidade, lá, para percebermos porque é que mais de metade da população votou num indivíduo que representa e afirma à boca cheia tudo aquilo que há de mais desprezível no ser humano.

Provavelmente é isso, teríamos de lá estar... e lá viver...

Ou já ter lá estado e vivido e nascido, pois se até quem está cá, em Portugal, votou nele...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:30

mas os gajos são todos bons! (bardamerda)

por blogdocaixote, em 30.03.17

Não vou começar a comer margarina nem usar aquele detergente só porque me aliciam com um gajo todo bom. A exploração sexual, seja feminina, seja masculina, que agora anda aí a bombar, como se as mulheres estivessem todas submetidas a um período de cio, para mim não funciona e custa-me acreditar que funcione para as outras mulheres.

Se já me era difícil ver quase tudo o que é produto ser vendido através da exploração do corpo da mulher, mais me custa esta nova onda inversa. Onde é que há aqui mostras de reconhecimento de igualdade entre géneros? Não é esta igualdade que me interessa.

Vou continuar a comer manteiga e a usar o detergente escolha acertada da proteste.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:57

vou levar cadeados!

por blogdocaixote, em 19.09.16

Eu também posso fechar escolas!

Posso fechar a escola da Gr.

Onde já se viu ela ser incluída numa turma com meninos do 2º ano?? É inadmissível!

Posso fechar todas as escolas onde vou dar aulas.

Onde já se viu porem-me, como professora, a dar aulas a turmas com dois anos diferentes? É inadmissível!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:09

Também posso escrever sobre aquilo dos contratos de associação?

Nos últimos vinte anos o estado financiou entidades privadas, principalmente na zona centro.

Durante estes anos, essas entidades privadas encheram o bolso de dinheiro à custa do estado e da exploração dos seus funcionários, docentes e não docentes. Encheram os bolsos porque nunca o estado se lembrou de fiscalizar a aplicação do dinheiro que saiu dos seus cofres.

Durante estes anos, roubaram alunos ao ensino público, publicitando ensino de qualidade e projetos pedagógicos mais interessantes, quando na realidade o que fazem é dar aos pais mais espaço de manobra para terem os filhos nas escolas durante o dia de trabalho, ocupados com atividades extra e grupos de apoio ao estudo, sempre às custas dos professores e funcionários.

Durante estes anos, os professores desses colégios foram aceitando as condições de trabalho que essas mesmas entidades oferecem sem nunca se oporem, trabalhando muito mais do que 40 horas semanais e ganhando cada vez menos.

Agora, que o estado decidiu atuar em parte do problema, devolver ao público os alunos que devem ser do público, os professores dos colégios são aqueles que, por nunca terem reclamado das situações em que trabalham, se irão lixar.

 

Quanto aos pais, não têm legitimidade para reclamar sobre direito de escolha se se partir do princípio de que somos todos a pagar. Eu também gostava de poder escolher outro médico de família, mas não posso. Tenho o direito de ir ao privado e pagar e esse direito ninguém me tira.

Espero que o governo não recue na decisão, apesar de ter um marido a trabalhar no setor em causa, espero que o governo não ceda às pressões da oposição, que tem na agenda privatizar todo o sistema escolar e já agora o da saúde também.

Quanto ao meu marido, quando as condições de trabalho que lhe ofereciam começaram a descambar, tomou uma posição: a de se bater pelos seus direitos e não permitir que lhe tirassem a dignidade. E eu tenho uma porrada de orgulho nessa postura, que só revela a espinha dorsal que o gajo possui.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:17


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D