Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Então, e como é vais, Gabs?

por blogdocaixote, em 22.10.20

Vou assim:

"para que é que precisas do coiso de levar coisas?" - não me lembro ainda hoje das verdadeiras palavras para substituir estas duas coisas. Neste tempo em que vivemos, quase tudo é chamado de coiso (se for masculino) e coisa (se for feminino).

"vão buscar os casacos ao micro-ondas"  - armário, caramba! armário!

"já puseram desparasitante?" - era, obviamente, desinfetante!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:39

eu ventilo!

por blogdocaixote, em 02.10.20

Preciso de ventilar estas cenas, preciso!

A miúda mais velha é a única da turma que não tem smartphone. Já aqui falei sobre isso. Eles não têm maturidade suficiente (nem nós) para gerirem todas as potencialidades que aquilo tem, não sabem gerir o tempo que passam agarrados àquilo (nem nós), enfim....

O que se passa este ano letivo? Passam os intervalos num jogo qualquer que os mantém online, num espaço virtual. Conversa real, interação real, empatia real zero!

Outra coisa gira que se passa este ano letivo? não passam apontamentos! tiram fotografias com os seus smartphones! passar apontamentos é cena do passado.

A miúda mais velha é excluída da "convivência" e por causa dela os outros têm de esperar enquanto ela passa os apontamentos do quadro. 

Mas que bela merda, não? 

O que está ela a fazer na escola? Mandem-lhe os apontamentos por email! E em casa ela até pode jogar a porcaria do jogo, através do PC! 

É para isto que a mantenho num ambiente onde pode apanhar Covid?

Que bela merda de pais (progenitores) estes! que bela merda de professores estes! que bela merda de sociedade esta! Que bela merda! 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 17:40

Relambório sobre a escola e os armazéns

por blogdocaixote, em 18.09.20

"A escola tem de se reinventar." 

"A escola tem de se reinventar." 

"A escola tem de se reinventar." 

Estas semanas que se passaram, de preparação para o início do ano letivo que começou ontem, foi a frase que mais ouvi, enquanto professora, da boca da direção, de coordenadores, enquanto encarregada de educação.

A escola tem de se reinventar é mensagem que vai direta ao ouvido dos professores, que dão as cara pela escola todos os dias à opinião pública. Se os professores não se conseguirem "reinventar" a escola falhou. 

Que grande pôrra! E a sociedade civil, as instituições, as entidades patronais não têm de se reinventar? 

Na reunião com a direção da escola, os pais estavam muito preocupados com as tardes livres e manhãs livres que os filhos passam a ter, exigindo que a escola dê soluções. A escola não é armazém de crianças.

Não passa pelas nossas cabeças que é às entidades patronais que temos de pedir soluções? Que horários rigídos das oito às seis da tarde já não fazem sentido? que a família deve estar primeiro? 

Não é só a escola que tem de mudar. Somos todos nós. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:49

notas

por blogdocaixote, em 14.09.20

Cá por coisas que não são minhas, mas depois acabam por ser, ando com um peso constante, uma sensação de vida em suspenso, que me tem impedido de trabalhar, de produzir, mesmo sabendo que esta semana tudo tem de começar a mexer. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 14:54

Do céu caiu uma estrela

por blogdocaixote, em 22.05.20

Ficava aqui enroladinha como um bicho de conta, a descansar um bocadinho, e ninguém me chateava. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:15

Continuo confinada, continuamos confinados.

As nossas rotinas mantém-se: saímos para ir às compras, ele ao supermercado e eu à frutaria.

As miúdas saem à tardinha, comigo, para espairecer. Não vemos ninguém nem falamos com ninguém pessoalmente.

Há dias em que quero acabar com esta merda toda, estou farta de estar dependente da internet para todos os contactos, sejam pessoais, sejam profissonais.

A economia não pode parar. Continuamos a pagar as nossas contas (porque podemos, felizmente), a comprar aquilo de que necessitamos. Em que é que não gastamos dinheiro agora e antes gastávamos? em gasóleo, gasolina. Não almoçamos/jantamos fora, mas mandamos vir, quando eu estou com vontade de implodir a cozinha.

Nunca fui pessoa de ir com frequência a cabeleireiros/esteticistas nem de comprar roupa, por isso não é por minha causa que esses negócios deixam de trabalhar. 

Mandamos vir coisas de que necessitamos de lojas físicas, na medida do possível...

pagamos uma parte da mensalidade do atl,  (mesmo sem usufruir de ajuda nos trabalhos de escola), outra da ginástica agora que a miúda começou a ter aulas via zoom...

não sei muito bem onde quero chegar com isto, mas é mais ou menos aqui: vamos manter-nos confinados sem problemas de consciência com a "economia parada", porque fazemos a nossa parte, na medida do possível (porque podemos). Injustiças? não tenho problema nenhum em continuar a receber o meu salário por inteiro, devia receber o dobro, se trabalho agora muito mais... 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:24

grilhetas

por blogdocaixote, em 07.04.20

Ele vai construir cenas e coisas

eu sento-me no sofá e tento perceber isto de tecnologias à distância, mas a ansiedade paralisa-me e só tenho vontade de mandar tudo para o caralho, assim, com as letras todas.

supostamente as "aulas" começam dia 14.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:45

só para memória futura

por blogdocaixote, em 22.03.20

Sou a primeira a levantar-me (durmo mal). Cozinha, pequeno-almoço de pão torrado e cevada (deixei o leite). Cirando pela casa, faço coisas pequeninas, ando meia perdida.

Quando o resto da casa se levanta, tomo banho e visto-me. Nos primeiros dias, sem problemas, nos últimos empurrando-me a mim própria. É difícil decidir o que vestir. As calças de ginásio têm sido as minhas colegas. Nos primeiros dias não, vesti calça de ganga. depois de vestida e calçada tiro um café e a mexê-lo saio. Subo um bocadinho da rua e assobio. A rita vem à janela e tomamos café assim, ela na varanda e eu cá em baixo. A júlia vem dizer bom dia e mandar coisas cá para baixo. Gosta que eu as devolva várias vezes.

Jogamos conversa fora. 

Volto para casa. lavo as mãos. oriento trabalho, meu e delas. nos primeiros dias foi a loucura. (agora, estou numa espécie de limbo, não posso continuar dependente de uma página web onde quase nenhum aluno põe os pés, se já era difícil fazê-los trabalhar em tempo de aulas agora é impossível).

Faço almoço, arrumo cozinha, estendo roupa, volto a orientar trabalho das miúdas. o whatsapp não pára, nos primeiros dias o telemóvel fumegava.

faço jantar, arrumo, enterro-me no sofá.

Entretanto,  já dei por mim a limpar portas e rodapés. faço exercícios todos os dias, com a mais nova. vejo netflix.

se saio à rua (aconteceu duas vezes), instintivamente afastei-me de tudo o que era gente.

Será que vamos ser capazes de abraçar e beijar quando isto passar?

deito-me mais ou menos cedo, mas durmo mal. 

Amanhã é outro dia. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:15

vamos passear um bocadinho para o meio do monte

por blogdocaixote, em 15.03.20

vamos dar uma volta, arejar, amanhã pensamos na forma como vamos dividir o tempo entre trabalho e estudo das miúdas, amanhã...

vamos jipar.

mete o jipe aí no meio dessa poça, não, mete, passa, não passa, passa, anda, não, sim.... não

água a entrar pelo jipe, o motor a fumegar, as miúdas a chorar, a mãe a rir, as miúdas mas porque é que te estás a rir o pai metido na água até aos joelhos depois de ter levado filhas e mulher para seco avalia estragos, miúdas choram, mãe ri-se feita maluca

um jipe aparece em sentido contrário, reboca o nosso, a água a escorrer de todo o lado, agora também as miúdas conseguem rir, a água cheira mal

jipe na garagem a ser limpo pelo pai, miúdas a preparar banho de espuma

conseguimos acabar com a nossa quarentena e com a da família que nos rebocou o jipe

espero continuar a rir-me daqui a duas semanas

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:01

diz que está aí

por blogdocaixote, em 13.03.20

Ontem vi papoilas e os campos estão cheios de malmequeres.

Contive-me pela falta de bermas na estrada e não parei, com aquelas papoilas retidas na retina. 

Adoro papoilas e campos amarelos, banhados pelo sol. 

Digo que está aí a primavera (estavam à espera de quê?).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:15


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D